Por que tantas mulheres superaram grandes desafios em suas vidas e escondem suas cicatrizes?

Um dia ouvi de uma amiga:

“Não conte isso para ninguém! Um dia isso pode ser usado contra você. ”

Na época, ainda muito jovem, não entendi o conselho, por que deveria esconder algo que me fez crescer? Por que deveria esconder uma história de superação?

No decorrer da vida a resposta veio…

Por que?

Nosso caminho nem sempre é suave, passamos por desafios, que nos marcando para sempre, mesmo quando saímos mais fortes e melhores do que éramos.

Colocamos as mãos na massa, trabalhamos duro, provemos, investimos, geramos resultados…. Mas se a base do problema for algo que nos rotula como fracas, naturalmente colocamos esta história na caixinha dos segredos, e nem contamos ou lembramos mais, nem para nós mesmas.

Fraqueza x Vitimismo

Você ter sido vítima um dia, de uma pessoa ou de uma situação, ou mesmo ter sido fraca; não a torna uma eterna fraca ou vítima da vida e das circunstâncias.

Mesmo tendo esta consciência e sendo empoderadas, mulheres ocultam suas histórias, porque sabem que a sociedade põe uma lupa naquele momento de fraqueza e, usando do julgamento (arma que os humanos sabem usar muito bem), relaciona qualquer mera discordância, falha ou atitude, à sua história de fraqueza.

O que aconteceria a estas mulheres se relatassem situações como estas?

“Perdi meus pais ainda jovem e como irmã mais velha precisei cuidar dos meus irmãos, houveram dias que cheguei a passar fome, ia a pé para o trabalho para economizar na passagem…”

“Sofri um acidente ao nascer e, por isso, para fixar o que aprendo, preciso me dedicar dez vezes mais que a maioria… ”

“Fui violada ainda adolescente e todos os dias tenho que me equilibrar para que esta sombra não me domine… “

“Apesar de mais qualificada no mercado em minha especialidade, por ser uma carreira dada como masculina, tenha as portas fechadas… ”

Alguns olham e pensam: fraca! Como se a fraqueza, mesmo que já superada, fosse contagiosa. Fogem, se escondem, fingem que não conhecem, porque destoam das situações “normais” da vida.

Parece mesmo que a superação não é virtude e que o importante é o problema em si.

Por isso, muitas escondem suas lutas, como superaram seus enormes desafios e como transformaram suas dores em energia para vencer.

Assim, quando olhamos para elas, vemos apenas mulheres “normais”, fortes e empoderadas, que deram alguma sorte na vida, sem sequer imaginar a história que carregam.

Pena, perdem a oportunidade de serem bons exemplos e referências para mulheres com desafios semelhantes e que não possuem recursos, as vezes sequer para iniciar suas lutas.
Devem considerar em contar suas histórias, pois muitas se identificarão e serão motivadas a enfrentar, se responsabilizarão pelas suas vidas e lutarão.

CONTE SUA HISTÓRIA PARA A MARIA TE VIU!

2 COMENTÁRIOS

  1. Excelente texto, nos faz refletir sobre o que já fizemos até aqui e o que queremos fortalecer para o nosso caminho à frente. Como sempre San, vc realmente nos faz crescer ao nos colocar para pensar.

COMENTE

Por favor, digite seu comentário

Por favor, digite seu nome aqui