Uma ligação profunda e de unidade absoluta.

Um adoece o outro já está doente ou logo dará sinais dos sintomas.

Cada vez mais a doença física está sendo compreendida e aceita como reflexo de dores emocionais e da alma.

Essas doenças recebem o nome de psicossomáticas, significando literalmente que elas começam em nossas mentes e se materializam em nossos corpos.

E não imaginem que elas não sejam verdadeiras, que as dores que se sente não sejam reais, que nos fazem sofrer, e em muitos casos levam uma eternidade para serem curadas.

Sim elas estão ai e são reais, e o lado positivo é que hoje já se discute muito essas doenças ditas inexplicáveis e por que algumas pessoas são mais suscetíveis do que outras.

Hoje já se afirma que uma atitude positiva, pensamentos elevados podem aliviar e até curar muitas doenças.

Podemos perceber que algumas pessoas adoecem com mais facilidade e frequência do que outras.

Por que será que isso acontece?

Muitas respostas estão sendo dadas, e muitas convergem para os mesmos pontos, predisposição genética sim, mas principalmente nossa postura perante a vida que leva as doenças a se manifestarem.

Podem perceber que pessoas diferentes tem a mesma doença e que evoluem de forma completamente diferente.

Exemplos temos em casa mesmo, em situações simples como uma gripe. Dizemos que a doença foi mais leve em uma do que em outra pessoa, como se gripe não fosse gripe.

A diferença está em como a pessoa percebe a doença. Uma fica uma semana na cama e a outra em dois dias está com suas atividades retomadas.

Fé, Otimismo, Alegria, Resistência, Amor?

Será que é tudo isso junto?

As doenças psicossomáticas envolvem uma mistura grande de emoções e de sintomas que são tão variados que geram cansaço e irritabilidade e ai a bola de neve está formada.

Alguns deles podem ser dores de cabeça, náuseas, palpitações, herpes, resfriados, psoríase, gastrite, hipertensão e tantas outras.

É preciso muito autoconhecimento e cada vez mais consciência para romper esse ciclo tão negativo e que pode atrapalhar a vida como um todo.

O caminho é nos conhecermos cada vez melhor, cuidar de nossas reações internas e externas, e procurar ajuda sempre, tanto para as dores físicas, como para as emocionais.

Seja positivo sempre, em qualquer situação, com certeza poderá fazer toda a diferença.

 

CONTE SUA HISTÓRIA PARA A MARIA TE VIU!

 

1 COMENTÁRIO

COMENTE

Por favor, digite seu comentário

Por favor, digite seu nome aqui